English version
Uma entidade do
 Buscar
Página Inicial Links Rede CNI Newsletter RSS Fale Conosco
Página inicial  > CNI em Ação > Economia > Desempenho setorial
Economia
 < voltar
Desempenho setorial
Tamanho do texto: A-   A   A+

Agências regionais vão acelerar o crescimento

As desigualdades regionais no Brasil constituem um fator de entrave ao processo de desenvolvimento nacional. Para reverter esse quadro, a CNI apóia à criação de mecanismos federais de fomento aos investimentos regionais e a construção de uma forte política nacional de desenvolvimento regional, com aporte de recursos federais.

O caminho de redução das desigualdades passa pela valorização da diversidade regional do país, explorando os potenciais de cada região. A CNI defende como ações prioritárias a criação das novas agências regionais de desenvolvimento, a reorientação dos fundos constitucionais de financiamento e de desenvolvimento regional e os planos e programas de desenvolvimento regional para viabilizar o crescimento sustentado e homogêneo do Brasil.

09/03/2010 | CNI divulga Sondagem da Construção Civil

Os empresários da indústria da construção civil iniciaram este ano confiantes, revela a Sondagem da Construção Civil, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em parceria com a Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Segundo a pesquisa, divulgada nesta terça-feira, 09.03, no último mês de fevereiro os empresários tinham perspectivas positivas para os próximos seis meses, apesar do pequeno recuo no índice de expectativa sobre o nível de atividade na comparação com janeiro, que caiu de 70,6 para 68,4 pontos.

O indicador da Sondagem da Construção Civil varia de 0 a 100 pontos e valores acima de 50 revelam expectativa positiva dos empresários. Em fevereiro, eles também se declararam otimistas em relação a novos empreendimentos e serviços nos próximos meses. O índice caiu na comparação com janeiro (70 para 68,2 pontos), mas permanece bem acima dos 50 pontos. Conseqüentemente, continuam igualmente elevadas as intenções de compras de matérias-primas, que registraram 69,7 pontos.

Na comparação mês a mês, a evolução do nível de atividade em janeiro ficou estável frente ao registrado em dezembro de 2009 e o indicador passou de 53,7 pontos para 50,5 pontos, bem próximo à linha divisória. “Não obstante, a estabilidade se deu em patamar elevado,” diz a pesquisa da CNI.

O índice de nível de atividade efetivo em relação ao usual apresentou leve queda frente ao mês anterior (de 53,2 para 52,9 pontos), mas manteve-se acima dos 50 pontos, o que revela que o nível de atividade em janeiro de 2010 foi superior ao usual para o mês. “Ressalte-se que a atividade está acima do usual apenas para as empresas de maior porte, em especial as grandes,” aponta o estudo.

Entre as pequenas empresas, o índice de nível de atividade efetivo em relação ao usual situou-se em 50,5 pontos, e entre as médias, o indicador ficou em 51,9 pontos, o que denota que o nível de atividade em janeiro está próximo ao usual para o mês.

A Sondagem da Construção Civil de janeiro de 2010 foi realizada com 335 empresas, sendo 192 pequenas, 106 médias e 37 grandes. O período de coleta de dados ocorreu entre 1º e 24 de fevereiro último.

Documentos Relacionados
 Sondagem da Construção Civil 2010 nº 01 - Janeiro
Ações Anteriores
09/03/10 - CNI divulga Sondagem da Construção Civil
09/02/10 - CNI lança Sondagem da Construção Civil
27/10/09 - Confederação Nacional da Indústria inaugura escritório em São Paulo
24/10/07 - Formulação da nova política industrial passa a contar com apoio do Ministério da Integração
01/10/07 - CNI integra Conselhos Deliberativos da Sudene e da Sudan
Serviços do Sistema Indústria > · Banco de Talentos · Editais e Licitações
 
Escritório São Paulo
CNI - Confederação Nacional da Indústria
Rua Olimpíadas, 242, 10º andar, na Vila Olímpia
São Paulo - SP - Tel. (11) 3040-3860
Sede
CNI - Confederação Nacional da Indústria
SBN - Quadra 01 - Bloco C - Ed. Roberto Simonsen
Brasília - DF - CEP:70040-903
Tel. (61) 3317-9000
Fax. (61) 3317-9994
Contador de páginas